sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

3 de dezembro: Dia Internacional da Pessoa com Deficiência

 
A matéria abaixo foi extraída do Site de Mara Gabrilli.

O sucesso desta data depende da sua participação. Confira alguns eventos que vão celebrar este dia tão importante e participe de ações inclusivas. Esta é uma luta de todos nós!

A 37ª Sessão Plenária Especial sobre Deficiência da Assembléia Geral da ONU, realizada em 14 de outubro de 1992, adotou o dia 3 de dezembro como Dia Internacional das Pessoas com Deficiência. A data escolhida coincide com o dia da adoção do Programa de Ação Mundial para as Pessoas com Deficiência pela Assembléia Geral da ONU, em 1982.

A ONU calcula que no mundo existam cerca de 600 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência. Por isso, entidades mundiais da área esperam que com a criação do dia todos os países passem a comemorar a data, gerando conscientização, compromisso e ações que transformem a situação das pessoas com deficiência no mundo. O sucesso da iniciativa vai depender diretamente do envolvimento da sociedade, que deve estabelecer estratégias para manter o tema em evidência.

Para comemorar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, Prefeitura, Governo do Estado e entidades da sociedade civil organizaram uma série de eventos de cultura e lazer. Saiba mais sobre os eventos...

Instituto Mara Gabrilli lança campanha de moda inclusiva
No Dia Internacional da Pessoa com Deficiência (3/12), no Sonique Bar, o Instituto Mara Gabrilli (IMG) e a marca Hey!U lançam uma linha de moda inclusiva. A coleção Easy Put será composta de roupas práticas e fáceis de vestir. Para o evento de lançamento serão vendidas as primeiras peças da grife: camisetas com estampas exclusivas, nos modelos masculino e feminino. A verba arrecadada será usada em projetos da ONG - que apoia atletas com deficiência e fomenta pesquisas com células-tronco.

Todas as peças da coleção têm identificação com toque braille, que descrevem a cor, o tamanho e a estamparia da peça. A ergonomia e o caimento também foram pensados durante a criação das roupas. As t-shirts podem ser encontradas nos tamanhos P, M e G. O modelo masculino tem nas costas a imagem da espinha dorsal com todas as vértebras e seus nervos, remetendo à consciência de nosso corpo, lembrando o que tem por baixo da pele A feminina traz a imagem de uma sereia charmosa em sua carruagem cheia de detalhes.

“A parceria com a He!U é mais um passo do Instituto em busca de uma sociedade mais inclusiva. A ideia é mudar o olhar sobre o tema e despertar o interesse de outras marcas e lojistas.. As deficiência não subtraí o senso estético. Pessoas com deficiência também querem escolher o que usar”, diz a fundadora do IMG, Mara Gabrilli.

Após o lançamento da linha, as camisetas poderão ser adquiridas na loja da Galeria Mundo Mix , localizada na Rua Augusta, 2.559, em São Paulo. Para quem não está na capital paulista, a compra também pode ser realizada nos sites do Instituto Mara Gabrilli www.img.org.br e da marca www.heyuteen.com.br

“Quando falamos em acessibilidade, a primeira palavra que nos vem à mente são as rampas. Elas são importantes, mas é preciso pensar em outros aspectos também. Busco a acessibilidade por um todo. Quando soube do projeto, tive que contribuir de alguma forma e pensei ‘por que não etiquetar minhas criações para que uma pessoa sem visão saiba o que está comprando?’ Por que não pensar na forma do corpo na hora de criar, de desenvolver? Este é o verdadeiro sentido da moda”, comenta Cristiane Soares, estilista da marca Hey U.

Virada Inclusiva
Show de rock com audiodescrição e Libras, exposições, oficinas culturais e debates sobre direitos das pessoas com deficiência são os destaques do evento, que acontece nos dias 3, 4 e 9 de dezembro.

A programação começa às 9h do dia 3, no Memorial da América Latina, onde acontecem oficinas de música, apresentações de dança, capoeira e mostra de curtas-metragens durante todo o dia.

Também neste dia, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) promove das 8h30 às 17h30, o seminário “A Inclusão da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida na Educação para o Trânsito”.

Completam a grade do primeiro dia exposição de quadros no Parque Ibirapuera, atividades paradesportivas no Parque Villa-Lobos, circuito de agilidade para cães (vão livre do Masp), visitas monitoradas ao Centro de Operações do Metrô (Paraíso), Jardim Zoológico, Biblioteca Louis Braille (Centro Cultural São Paulo) e a entidades de assistência, como Lar Escola São Francisco e Fundação Dorina Nowill.

A Virada Inclusiva prossegue às 10h do dia 9, no Centro Cultural São Paulo, com a Sabatina, em que jovens com deficiência intelectual, ligados a diferentes instituições da capital, apresentam reivindicações e fazem perguntas ao secretário municipal da Pessoa com Deficiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário